Páginas

sábado, 11 de junho de 2011

Trindade, modelo de espírito comunitário

Celebrar a festa da Santíssima Trindade é vivenciar o verdadeiro exemplo de amor e de unidade. É oportunidade para reavaliar nossas relações e posturas na comunidade. Na comunidade, visamos realizar uma missão: anunciar a boa-nova do Senhor. Ou seja, testemunhar o amor do Pai manifestado a nós por meio do Filho. Para isso, precisamos deixar de lado o individualismo, a indiferença, a discórdia, que muitas vezes podem nos impedir de levar à frente a missão. O mais perfeito modelo que temos é a comunhão entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
Como podemos observar tanto na primeira leitura como no evangelho, Deus se nos apresenta como compassivo, misericordioso e pleno de amor. E essa bondade do Pai nos é revelada por meio do Filho. Isso acontece graças à perfeita comunhão entre eles. Eles agiram e agem pelo mesmo Espírito, Espírito de amor e misericórdia. Podemos dizer que dessa unidade e comunhão surge a verdadeira e perfeita comunidade.
Na relação entre o Pai e o Filho, fica explícito o espírito de partilha e comunicação. Não há entre eles ciúme, inveja, individualismo, discórdia e tantos outros sentimentos negativos que impedem uma comunidade de realizar sua missão. Nesse sentido, nós também não podemos nos deixar dominar por tais sentimentos desagregadores da comunidade. O que deve nos motivar é o exemplo da Trindade. Pois, quando há unidade e comunhão, sobretudo o amor, é possível trabalhar juntos a fim de comunicar e testemunhar o amor de Deus por nós.
É sabido que entre o povo simples há verdadeiramente comunicação e partilha. Partilham-se os bens, os pensamentos e até mesmo os sentimentos mais íntimos. Pessoas que agem assim inspiram-se na caracteristica da Santíssima Trindade. As pessoas divinas trabalham pela mesma causa, a do amor e da fidelidade. Assim devem ser as nossas relações.
Deus é comunidade de amor. Que essa seja a nossa meta. Que a Trindade seja o nosso modelo. Busquemos a cada dia ser pessoas novas a fim de correspondermos ao projeto de amor do Pai. E que a bondade, a fidelidade, a comunicação e o espírito comunitário estejam sempre presentes em cada um de nós.

Benedito Antônio Bueno Almeida, ssp


2 comentários:

  1. Catequese é para todos serem compartilhado, a primazia da leitura do evangelho é para todos Batizados. "Com o Batismo, sou Profeta, Sacerdote e Rei. Tenho este textos em varias fontes:Como no Dicionário crítico Teológico. Paginas 1574 - 1582. Sacramentos. A Patrística em muitos autores vão ressaltar a beleza e a importância da FAMÍLIA. Nada de novo, tudo se transforma. Jesus disse: "tudo passará, mas minhas palavras ficaram.

    ResponderExcluir